Digitalização: um caminho sem volta - universobpm

As empresas brasileiras têm avançado no uso de novas tecnologias digitais nos negócios, mas a maior parte ainda está distante das líderes

em 12/01/2021
  • TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
  • BPM
  • INOVAÇÃO
  • TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
  • PODCAST

As empresas brasileiras subiram um degrau na escala de digitalização. E o mais importante: uma parte significativa delas já adota — e segue — uma estratégia clara para tornar as operações mais digitais, com um cronograma bem estabelecido. Essa é a principal conclusão de um extenso estudo sobre a maturidade digital das empresas brasileiras realizado pela consultoria McKinsey e obtido com exclusividade pela EXAME. De acordo com a pesquisa, a pontuação média das empresas brasileiras em um índice de maturidade digital subiu de 38 para 41 pontos entre 2018 e 2020, numa escala de zero a 100. Alguns setores estão mais à frente e avançaram mais rapidamente. Enquanto empresas de bens de consumo obtiveram 34 pontos em média, as companhias de telecomunicações, mídia e tecnologia alcançaram um índice de 55 pontos.

 

Digitalização: um caminho sem volta

 

Apesar do avanço, a pesquisa ressalta que existe uma distância grande entre as empresas tradicionais e aquelas consideradas “líderes digitais”, que adotam as melhores práticas. As líderes se destacam no uso de métricas e sistemas de análises de dados para fazer um acompanhamento minucioso das metas. Por esses e outros motivos, o desempenho financeiro delas também é melhor. O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) das líderes digitais teve crescimento médio de 16% em dois anos, mais que o dobro dos 7% das demais. “Muitas empresas acreditam que têm de evoluir no digital, mas fazem pilotos sem estratégias sólidas e convicção. São novos negócios digitais sem um estudo aprofundado sobre as necessidades dos clientes”, diz Daniel Leite, sócio associado da McKinsey.

 

A necessidade de digitalizar já era imprescindível. Depois da pandemia virou questão de sobrevivência dos negócios. É a lição de 2020. “Quem era resistente ao digital se viu forçado a utilizar o canal. E quem já utilizava, passou a usar ainda mais”, diz Heitor Martins, sócio sênior da McKinsey.

 

Fonte: Revista Exame

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar no Whatsapp

MAIS DA CATEGORIA Notícias

Notícias

Veja como foi as operações do programa durante o ano de 2018.

Notícias

Um dos maiores eventos de BPM do mundo.

Notícias

Durante um ano, a companhia usará o Mabu, robô criado pela Catalia Health, para interagir com pacientes e armazenar dados sobre tratamentos.


{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Aguarde, enviando solicitação!