Business Process Model and Notation (BPMN): Aprenda de forma definitiva - universobpm

Esse é a notação para modelagem de processos mais utilizada no mundo.

 

BPMN – Business Process Model and Notation.

No início dos meus estudos nessa importante notação, que hoje sem dúvida nenhuma é a notação mais difundida e poderosa quando o assunto é modelagem de processos de negócio, as seguintes dúvidas sempre vinham na minha mente:

  • De onde surgiu essa notação e para que serve?
  • O que eu preciso aprender de fato?
  • Por onde eu devo começar?
  • Quais elementos eu devo dominar? Todos?
  • Preciso ler toda a especificação técnica para começar a utilizar a notação?
  • Como eu coloco em prática todos esses símbolos?
  • Existe um método simples para eu me basear?

 

Não sei se essas são as mesmas dúvidas que você tem sobre o assunto., no entanto, muitas vezes esse tema é apresentado como um bicho de sete cabeças.

Antes de prosseguirmos na explicação dos tópicos mais relevantes sobre a notação, olha que que dado estatístico interessante sobre a elaboração de fluxos de processos utilizando a notação BPMN apresentado pela Stevens (Institute of technology the innovation university).

 

Nesse estudo apresentado, após análise de 126 diagramas, constatou-se que cerca de 75% dos fluxos elaborados utilizando a notação BPMN, foram utilizados menos de 20% dos elementos da notação.

O que isso quer dizer?

Isso quer dizer ou é um forte indício de que você não precisa se “matar” de estudar a notação para começar a se beneficiar das práticas de modelagem.

Que tal conhecer quais elementos são realmente essenciais e começar agora a apresentar resultados concretos?

Se esse assunto te interessa, continue lendo esse artigo e aprenda de forma definitiva o essencial dessa poderosa notação.

No final te entrego um método simples para utilização imediata.

 

Só mais uma questão... Gravei um Podcast falando sobre a importância dessa notação. 

 

 Vamos ao conteúdo então?

 

1 - DE ONDE SURGIU?

O que é BPMN

 

 

Eis aqui um fato muito interessante sobre como surgiu a necessidade de se ter uma notação padrão para modelagem de processos.

A ideia de se representar graficamente fluxos de processo ou meramente atividades, foi popularizado pelos famosos fluxogramas, lembra dele? Até hoje é utilizado em algumas empresas.

 

 

Acontece que apesar da fácil compreensão, os fluxogramas são baseados em um conjunto simples de elementos e que por isso não conseguem representar toda a lógica de processos das organizações.

Além do mais, seu propósito não era especificamente processos de negócio. Em outro artigo falarei mais sobre os fluxogramas e outros diferentes tipos de notações.

Retomando a explicação, acontece que vários fornecedores de ferramentas de modelagem detinham suas “próprias” notações, isso entre as décadas de 90 e 2000.

Qual era o grande problema disso?

Essa grande diversidade de notações gerava inúmeras dificuldades para as pessoas no entendimento dos processos, bem como o intercâmbio entre ferramentas. Ou seja, caos total.

Qual a melhor solução para essa situação?

Os fabricantes então notaram que algo precisava ser feito, pois estava em jogo o futuro da disciplina BPM quando o assunto era modelagem de processos.

Foi quando em 2001, um grupo formado por um consórcio de 35 organizações, tanto públicas quanto privadas, e ainda por profissionais da área, chamado Business Process Management Initiative (BPMI), foi criado para elaboração de uma notação padrão para modelagem de processos de negócio, pronta para uso por analistas de negócio, desenvolvedores de sistemas e pessoal da camada de gestão.

Nesse contexto a BPMN foi criada. Para que você entenda um pouco mais sobre essa cronologia, apresento a figura abaixo:

Cronologia BPMN

 

2 - O QUE É A NOTAÇÃO BPMN?

Business Process Model and Notation (BPMN): Aprenda de forma definitiva

 

Por muito tempo a notação se sustentou na versão 1.2, onde significava:

“Business Process Modeling Notation ou Notação para Modelagem de Processos de Negócio”

 

Essa versão a notação tinha basicamente o objetivo em descrever a semântica visual do conjunto de elementos que podiam ser utilizados para criação do chamado Business Process Diagram (BPD), em português, Diagrama de Processo de Negócio.

Caso queira ter acesso à essa documentação basta acessar esse link: Especificação BPMN 1.2

A partir de 2009, a OMG (Object Management Group) percebeu que a notação precisava não só de uma formalização de como os elementos deveriam ser interpretados ou utilizados graficamente, mas também na definição de um nível de aderência para as ferramentas que implementam a notação.

Dada essa necessidade, um grupo de trabalho coletou entre 2009 e 2011 uma série de sugestões e incorporou várias delas à notação, que foi para versão 2.0 e passou a se chamar:

  “Business Process Model and Notation

 

Por conta dessas novas definições, a especificação técnica deu um salto em termos de conteúdo. Veja a figura abaixo:

 

 

Se você quiser ter acesso à essa documentação basta acessar esse link: Especificação BPMN 2.0

Daí vem a pergunta:

Preciso ler toda a especificação técnica para começar a utilizar a notação?

A resposta é NÃO.

Vamos ver mais à frente porque afirmo isso.

 

 3 - PARA QUE SERVE?

 

Para finalizar esse bloco conceitual, é importante deixar claro o que é e o que não é BPMN.

Então vamos lá...

BPMN não é uma metodologia.

BPMN não é uma ferramenta.

BPMN não é uma linguagem de programação.

BPMN não é utilizada para desenhar:

  • Cadeia de valor;
  • Organograma;
  • Mapa estratégico.

 

Então me fala logo para que serve afinal essa notação.

 

BPMN serve para modelar processos de negócio.

 

Vamos falar um pouco sobre a estrutura básica da notação?

 

4 - ESTRUTURA DA NOTAÇÃO BPMN E SEUS ELEMENTOS

 

Antes de mostrar a estrutura da notação, é importante falar dos 3 tipos de diagramas existentes na BPMN.

Falo isso pois a maioria das pessoas só conhecem um (1) tipo. Vamos conhecê-los então?

 

TIPOS DE DIAGRAMAS BPMN 2.0

  •  PROCESSO / ORQUESTRAÇÃO

Esse é o tipo de diagrama mais conhecido no mercado.

Objetivo: Mostrar a relação entre as atividades, eventos e todos os outros elementos de apoio para compreensão do fluxo do processo.

Fonte: iprocess

 

  •  COLABORAÇÃO E CONVERSAÇÃO

Objetivo: Mostrar a comunicação entre entidades envolvidas em um processo.

Fonte: iprocess

 

  •  COREOGRAFIA

Objetivo: Mostrar a sequência ordenada de troca de mensagens em processos B2B (Business to Business).

Fonte: iprocess

 

Para não nos alongarmos muito, nesse artigo falaremos sobre os elementos do diagrama de processo/orquestração, ok?

Em outro momento detalho um pouco mais sobre os outros dois tipos.

Então vamos lá...

 

ELEMENTOS DO DIAGRAMA DE ORQUESTRAÇÃO - BPMN 2.0

A estrutura básica desses elementos se divide em 5 categorias, que são elas:

 

 

Bateu o desespero? Calma… você não precisar saber todos os 132 elementos para apresentar resultados relevantes.

Se eu te falar que se você aprender cerca de 20% da notação você resolverá cerca de 80% das questões de modelagem, você acredita?

Se eu soubesse disso quando comecei a estudar a notação tudo seria diferente. Mas que bom que hoje as coisas estão mais consolidadas e posso te apresentar isso.

Vamos à última parte desse artigo e que te permitirá colocar em prática tudo que falamos até agora.

 

 

 

5 - MÉTODO: 8 Passos para construção de um fluxo de processo

 

Quais elementos eu devo dominar? Como colocá-los em prática?

 

Lembra da pesquisa a que me referi no início desse artigo realizada pela Stevens?

Resumindo… o básico resolverá a maioria dos casos de modelagem. É isso!

Quer uma sugestão?

Aprenda a utilizar os elementos básicos da notação primeiro e na medida que esses elementos não conseguirem expressar o que você precisa, aí sim, procure outros que ajudem na modelagem. Simples assim!

Olhe o quadro acima e veja o que pode ser utilizado nesse nível inicial de modelagem.

 

O resultado da aplicação desses passos, geram um fluxo parecido com esse:

 

Faz sentido para você?

Talvez possa te faltar um pouco de noção na utilização da ferramenta para elaboração do fluxo apresentado. Pensando nisso, vou gravar um vídeo explicativo sobre os passos acima. Te aviso quando estiver pronto.

 A ferramenta que utilizei para construir esse fluxo se chama Bizagi Modeler.

Existem muitas outras, mas essa atualmente essa é a mais utilizada e pode ser baixada nesse link: Ferramenta gratuita para modelagem de processos.

 

Nota Importante: Não represento nenhuma ferramenta atualmente. Essa é apenas uma sugestão para início do seu trabalho. Fique à vontade para escolher qualquer outra ferramenta de modelagem que utilize a notação BPMN.

 

Só para fechar esse bloco, o método apresentado acima é apenas um começo.

A dica aqui é simples: Comece pelo simples e evolua conforme a necessidade.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Espero que esse artigo tenha esclarecido os principais pontos da notação BPMN.

Existem vários aspectos que serão tratados e detalhados posteriormente.

Por ora, conversamos e esclarecemos os seguintes pontos:

  • O que é BPMN e de onde surgiu essa notação;
  • Para que serve;
  • Tipos de diagramas;
  • Principais elementos do diagrama de orquestração;
  • Categorias de elementos; e
  • Um Método prático para elaboração de fluxos.

Para se aprofundar mais no assunto, além dos artigos que serão lançados aqui no Portal periodicamente sobre a notação, recomendo que baixe o arquivo que preparei com o título:  “Literatura recomendada”.

Lá eu falo de livros como:

Por fim, não se esqueça!

Deixe aqui seu comentário sobre o artigo, ele é muito importante para sabermos se estamos no caminho certo.

Cadastre seu e-mail na nossa lista caso ainda não o tenha feito, e fique por dentro das novidades.

E se gostou, compartilhe com seus amigos.

Lembre-se: Juntos somos mais fortes.

Até próximo artigo.

--------------------------------------------------------

 

CONTEÚDO COMPLEMENTAR

Artigos

Infográfico

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no LinkedIn
  • Compartilhar no Whatsapp

MAIS DA CATEGORIA BPMN

BPMN

Esse é o segundo artigo dedicado ao estudo na notação BPMN: Atividades.

BPMN

Esse é o terceiro artigo da série dedicada ao estudo da notação BPMN: Tarefas.

BPMN

Esse é o primeiro artigo dedicado ao estudo da notação BPMN : Eventos.


{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Aguarde, enviando solicitação!